terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Vegetação meticulosa




A noite dilata o desejo...

compreendemos a nervosa luta dos corpos,
resta-me descer
até

onde se ramifica as tuas primeiras águas,


A minha boca ergue-se,
procurando a seiva plena,

viçosa, exuberante do teu ser.

Eu a vegetação meticulosa

com as seivas lentas
onde um corpo e um inocente desejo

se esconde,
preparo-me para o grito.

Os teus dedos

gentilmente aprenderam
a peregrinar sobre caminhos intermináveis,


Percorrem uma roseta,
fendem a parte granítica da minha...

fecundam a união.


:)

Jade


Autor da fotografia: Jim Mayes

4 comentários:

~pi disse...

onde haja um tempo

de por fim

amanhe-cer

(( faz sentido

o sangue dos dedos

- já curvos

de un-ir








~

Marta disse...

Num mar onde navega o desejo e a vontade....
Surpreendente como sempre..
Olá, há quanto tempo...
Beijos e abraços
Marta

in_side disse...

bor bo re tando?

( sou um casulo

de trevas,

vem. vem,



*

Auréola Branca disse...

Se puderes descascar de mim, todo o amor que a ti prende-me, saberia quão é meu prazer ao ler-te.

Estou retornando aos meus amigos, assim, aos poucos, infinitamente.

Saudades.